Let it Shine  

Posted by Lady Desdém in ,

Eu hoje tinha resolvido escrever sobre os mitos que estão por trás de algumas profissões. Como por exemplo, a minha, arqueologia, que é recheada de mitos, alguns até interessantes, mas outros totalmente errôneos. E sei que envolvemos nossos atores e atrizes em certos mitos também... Até por aquele motivo do culto ao herói. Contudo alguns mitos da profissão de ator acabam sendo generalizados e os aplicamos até para os atores/atrizes que não gostamos. Mas (sempre, definitivamente sempre tem um “mas”!) eu mudei de idéia... Meu texto já estava pronto e seria apenas digitá-lo e colocá-lo aqui para vocês, mas eu não ficaria feliz de postá-lo simplesmente porque não estou no "espírito" dele.

Então, qual o motivo da minha reviravolta? Pela madrugada recebi uma péssima notícia (prefiro não entrar em detalhes), mas foi algo que me deixou muito abalada e totalmente sem chão, tinha pelo menos 5 anos que eu não me sentia dessa maneira. Li superficialmente no blog de TLW o texto da Hipólita sobre solidão, e tenho que concordar com ela, solidão realmente é algo aterrorizador, é algo que pode nos levar a perder a cabeça se não formos centrados e às vezes mesmo sendo pessoas super equilibradas, acabamos nos deixando levar no turbilhão e caímos!



Anteontem eu percebi e senti como é bom, como tudo fica mais fácil quando se tem alguém ao seu lado para compartilhar, pra chorar, pra sorrir... Quando coisas assim acontecem, quando perdemos o chão e alguém delicadamente coloca um piso reserva que nos deixa em pé! Com força para dar força, com coragem para continuar enfrentando tudo e principalmente, para dar tranqüilidade e nos fazer dormir. Não estou falando especificamente de namorado/namorada, existem amigos/amigas que tem certa sensibilidade que podem nos trazer essa paz também. E o que me deixa mais assustada é a forma como existe certas transmissões de pensamento entre algumas pessoas... Tenho certeza que vocês já tiveram ou têm uma pessoa que parece que é só você pensar, só desejá-la ao seu lado que ela simplesmente se faz presente de alguma forma. Sinceramente? Isso me assusta bastante, mas é uma sensação maravilhosa também.

E quando estava tentando dormir de madrugada, com a cabeça com trilhões de pensamentos eu entendi mais um motivo que me faz gostar tanto de The L Word, de alguma forma eu consigo perceber esta conexão entre as personagens (E deixando meu “culto ao herói” bem explícito aqui, percebo essa conexão entre algumas atrizes também! hehe) e até anteontem eu não tinha sentido essa conexão, sabia que queria sentir um dia, sabia que esse dia podia chegar mas não imaginava que chegaria de forma tão inesperada (felizmente!). Sempre me perguntam por que eu gosto de TLW... Em geral eu respondo "porque é essencialmente uma série sobre mulheres, antes de qualquer coisa...", aos poucos estou percebendo que é uma resposta muito superficial. Porque independente que seja entre homem e mulher, mulher e mulher, ou homem e homem as relações se tornam fortes e intensas se deixarmos que elas sejam dessa forma. Se realmente quisermos tanto algo assim que nos permitimos sentir quando isso chega e bate em nossa porta, às vezes sem nenhuma licença para entrar (hehe). Acho que pra algumas coisas devemos deixar a educação de lado... Vou tentar formular uma resposta melhor de porque eu assisto TLW, e prometo deixar para vocês aqui quando tiver uma que me satisfaça.

Por enquanto um dos motivos, seria com certeza essa ligação que os seres humanos têm entre si e que, por mais que a gente viva em um mundo super egoísta, conseguimos às vezes encontrar pessoas que nos fazem ter um pouco de esperança no Homo Sapiens! E vocês podem estar achando que eu estou romantizando a série, mas não, eu definitivamente não estou... Pelo menos pra mim fica evidente a forma como é mostrada essa ligação. E eu gosto, gosto muito de sentir essa energia (por assim dizer).

Pra finalizar, vou ser bem ousada e me atrever a dar uma dica, ok? É a seguinte: Se permitam... Sempre!

This entry was posted on domingo, julho 20, 2008 at domingo, julho 20, 2008 and is filed under , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

4 comentários

Nossa... eu simplesmente amei o seu post, li ele 3 vezes já,e fico feliz de ter lhe tocado no assunto do meu post.
E fazendo um comentário rápido sobre a frase final... Se permitir não é fácil, mas quando a gente consegue parece que o mundo tá todo na nossa mão!!!
Beijão!!!

7/20/2008

Obrigado Hipólita, fico feliz que vc tenha gostado!
E definitivamente eu concordo com o seu comentário sobre minha frase final. É uma sensação maravilhosa né?
Ah bem vinda ao blog da Laurel!! :)

7/21/2008

Ah... como é bom ver vcs interagindo... Queridas quero agradecer a vcs pela ajuda e apoio... Nós estamos fazendo algo bacana... Parabéns a vcs.

7/21/2008

"Passe dos limites da sua casa, da sua turma
Se comunique sem nenhum tipo de rótulo
Supere seus limites
Não se conforme com a informação
Busque, atreva, ultrapasse os muros impostos
Atravesse a linha do seu horizonte
Eleve seu espírito como um flash
Sem destino, em todas as direções
Supere seus limites de respiração, de força de bicho
Como um macaco nu que luta incondicionalmente pela vida
Então, sinta mais...
Abrace cada sentimento seja ele qual for
Como se abraça a quem se ama
E quando precisar, chore
Onde estiver, chore
E um dia, dance...
Um dia dance do jeito que você quiser
Sem dúvida, as pessoas que dançam com verdade
São pessoas muito mais felizes"

Permita-se!

8/02/2008

Postar um comentário